segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Abertura da Teia 2008

Saiba o que aconteceu em Brasília durante a abertura do terceiro encontro nacional dos Pontos de Cultura, que integra o programa Cultura Viva, do Ministério da Cultura, a TEIA 2008, o maior encontro da diversidade cultural brasileira, ocorrido entre os dias 12 e 16 de novembro de 2008. Mais de 800 representantes e centenas de artistas e ativistas culturais de todas as regiões do país se reuniram na Esplanada dos Ministérios em Fórum, Seminários e Mostra Artística.

Windows boicota o ministro na abertura da Teia 2008
por Gecíola Fonseca

Tudo pronto para a abertura oficial da Teia 2008. O protocolo começa a seguir com algumas quebras, principalmente por parte do Secretário de Programas e Projetos Culturais do Ministério da Cultura, Célio Turino - que se emocionou em alguns momentos e pediu palmas para os funcionários do MinC -, e do coordenador da Teia e do Ponto de Cultura Invenção Brasileira, Chico Simões - um cerimonialista nada convencional, personagem à altura de um evento como este -, de onde veio a principal intervenção desta noite.

Em determinado momento, Chico recebeu a informação de que a Equipe de Comunicação Livre da Teia ficou impossibilitada de gravar o áudio da cerimônia, pois as pessoas responsáveis pela mesa de som do Teatro Nacional (que não eram funcionários do teatro), não deram autorização para isso, nem deram justificativa para a não-autorização. Indignado, Chico reclamou do problema e falou de censura, inclusive citando o Projeto de Lei 84/99, defendido e articulado pelo Senador Eduardo Azeredo, que supostamente trata "dos crimes contra a segurança dos sistema informatizados", mas que, na verdade, abre espaço para violar os direitos civis básicos de liberdade e privacidade garantidos no artigo 5º da Constituição Brasileira, criando uma situação de vigilantismo e ainda reduzindo as possibilidades da inclusão digital. Para finalizar o protesto contra a censura e o controle, Chico bradou com fervor: Viva o Software Livre!!!.

Seguindo o protocolo, teríamos a exibição de um vídeo com uma mensagem do Ministro da Cultura, Juca Ferreira. Porém, o computador travou, boicotando o ministro. Claro que os militantes do software livre ali presentes não deixaram passar o fato e gritaram: é Windows...

Fonte:
Teia2008

2 comentários:

matheus matheus disse...

Viva o software livre!

Yerko Herrera disse...

Viva! E diria mais, Viva a Cultura Livre!!!