sábado, 2 de fevereiro de 2008

Comunidade Negra quer Leci Brandão como Ministra

Comunidade negra quer Leci Brandão como ministra, diz fundador da ONG Educafro

por Luana Lourenço
Repórter da Agência Brasil


Brasília - A cantora Leci Brandão é apontada por Frei David, fundador e conselheiro da organização não-governamental (ONG) Educação e Cidadania de Afro-descendentes e Carentes (Educafro), como a indicação da comunidade negra para substituir a ex-ministra da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Matilde Ribeiro, que pediu desligamento do cargo hoje (1º).


“Frente ao erro da Matilde, nós entendemos que o governo Lula deve pensar com sabedoria e escolher um nome de consenso nacional. E nós achamos que o nome da Leci Brandão é o grande nome do momento”, afirmou.

Frei David contou que, em reunião após a reeleição do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, propôs o nome de Leci Brandão para o cargo. E que a cantora “achou a proposta interessante” na ocasião.

“Eu estou procurando a Leci, não encontrei ainda; mas estou transmitindo oficialmente que nós, comunidade negra, estamos indicando a Leci Brandão como candidata a ministra das relações raciais”, anunciou. A cantora integra o Conselho Nacional de Promoção da Igualdade Racial (CNPIR).

Na avaliação de Frei David, Matilde Ribeiro “foi vítima de um problema maior”, porque existe, na sociedade brasileira, “um vício de escravidão, de uma nação onde só negros eram punidos”. Para ele, o governo deve dar mais atenção à Seppir, com aumento da dotação orçamentária da pasta, por exemplo.


Fonte: AgênciaBrasil

O conteúdo da Agência Brasil é publicado sob uma Licença Creative Commons Atribuição 2.5. Brasil.

3 comentários:

Marcos disse...

A Leci aparece 1 vez por ano para participar do carnaval da Globo com meia dúzia de comentários inúteis não deve ser ministra nem aqui nem na China.

Yerko Herrera disse...

Marcos, é certo que aparecer uma vez por ano na Globo não qualifica ninguém a ser ministro, ou então o Roberto Carlos poderia ser um superministro.

É fato também que ser comentarista, com comentários inúteis, ou não (isso é uma opinião tua muito pessoal), tampouco dá qualificações para assumir algum ministério.

No entanto, talvez, não seja de seu conhecimento - e acredito que ninguém tem obrigação de saber de tudo (só devemos ter conhecimento de algo quando queremos opinar sobre aquele assunto), que a Leci Brandão, além de ser uma excelente interprete, é uma mulher extremamente inteligente e bem informada.

Leci Brandão é uma das artistas mais engajadas em causas sociais. É respeitada no meio artístico-cultural (inclusive pelos rappers mais ativistas), no meio intelectual, nos movimentos sociais e em diversos outros setores da sociedade. É uma pessoa preparadíssima, conectada com a realidade dos setores mais carentes de nosso país.

No contexto atual, creio que ela seja uma das pessoas mais indicadas para assumir a Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial. Ela reúne as qualidades para impulsionar e dar visibilidade a esta pasta do Governo. Com a Leci, tenho fé, poderíamos acelerar a luta por igualdade racial, assunto deixado tão a margem durante todos os outros governos que passaram pelo Brasil.

Abraços,
Yerko Herrera.

Ramalho Belo Hte disse...

A Comunidade Negra deveria lançar um manifesto contra as declarações do técnico Autuori na defesa do seu jogador Maxi Lopes que na realidade teria que ser preso em flagrante ao chamar nosso co-irmão de macaco.Chamou de palhaçada da Polícia e que havia coisas mais importantes para preocupar.Lamentável